Resenha de Filmes #6 - A Teoria de Tudo

terça-feira, fevereiro 17, 2015

Enquanto houver vida, haverá esperança.
No final de semana retrasado eu assisti esse filme com o meu namorado (que inclusive eu estava louca para assistir, porque eu queria muito ver um filme sobre a vida do brilhante físico Stephen Hawking). Se você espera um filme da vida dele, encontrará... Mas sempre dando ênfase à vida que ele levava dependendo de Jane, e nem tanto aos projetos e teorias da sua carreira como - doutor - físico...


O começo do filme é o momento em que Stephen e Jane se conheceram, em uma festa. Ele faz física e ela arte. Se reencontram outras vezes e começam à namorar, até que Stephen começa a notar que coisas estranhas estão acontecendo com o seu corpo, (ou como meu namorado prefere dizer: Ele está notando que está bugando frequentemente).

Stephen vai ao médico e faz uma infinidade de testes. O médico diz que é uma doença degenerativa e que logo o cérebro dele não conseguirá mandar sinais para as pernas, os braços, as mãos, os pulmões... o coração. Por isso, diz que ele tem uma expectativa de vida de 2 anos vivendo daquela maneira. Mas, como bem sabemos, atualmente ele em 73 anos... (Turn down for what para esses 2 anos). Vale lembrar que sua mente continuaria a mesma, não afetaria seu cérebro de tal forma.

É óbvio que ele não quer que Jane sofra ao seu lado em seus últimos 2 anos de vida, ou que ela a veja do jeito que ele supostamente ficaria: debilitado e dependente. Mas ela insiste e no mesmo ano os dois se casam.

Eles também têm filhos.

Eu achei um romance completamente convincente e comovente. É claro que nada é perfeito, mas o amor de Jane persistiu por muito tempo. Não posso contar muito, pois seria um grandessíssimo spoiler... Adorei o filme, e sem mais delongas, quero o livro da Jane e os dois livros do Stephen Hawking. Adoro o modo como ela pensa sobre a vida e o universo. Uma coisa interessante, é que Stephen (como todo bom físico) não acredita em uma divindade, mas Jane é uma grande religiosa, e mesmo assim, eles se dão super bem, cada um respeitando a escolha do outro. A frase dele "Enquanto houver vida, haverá esperança" faz muito sentido pra mim, principalmente se pensarmos no futuro da humanidade. Farei um post ou um texto falando sobre isso, provavelmente em breve. 

Informações e avaliação final
 Título: A Teoria de Tudo (The Theory of Everything)
Ano de lançamento: 2015
Duração: 2h03min
Gênero: Biografia, drama.


Sinopse:
Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico (Eddie Redmayne) fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wide (Felicity Jones) e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos.
TRAILER


Você também poderá gostar de

6 comentários

  1. Parece ser um ótimo filme, não deve ser atoa que ele foi indicado ao oscar! ;)
    http://estantesuja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gente, sério, esse filme parece ser o filme mais perfeito de todos os tempos.
    Eu nem tinha me interessado nele até ver esse post, mas agora eu quero muito assistir, mesmo, uma história de amor beeeeeem melhor que Crepúsculo ashaushuas.
    Refloresci

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NEM COMPARE COM CREPÚSCULO kkkkkkkk É muito bom, assista!
      Beijo

      Excluir
  3. Gente, não sabia de NADA da historia dele. Nem que ele havia casado e nem a causa do "problema" dele.
    E aparentemente é uma história muito linda mesmo, deve ser de chorar.

    www.distracoesdiarias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sempre admirei muito ele, mas não sabia que ele tinha esposa e filhos... e sempre achei que ele tinha a doença desde o nascimento, sabe? kkkkkkkkk é de chorar!!!! ;---;

      Excluir

"Comento, logo existo."