Resenha - A Mão Esquerda de Deus

quinta-feira, dezembro 18, 2014 6 Comentários A+ a-


Título: A Mão Esquerda de Deus (volume 1)
Autor: Paul Hoffman
Editora: Suma de Letras
Nº de páginas: 327
No Skoob: Clique Aqui
Comprar: Clique Aqui

Sinopse:
"Preste atenção. O Santuário dos Redentores no Penhasco de Shotover deve seu nome a uma grande mentira, pois há pouca redenção naquele lugar e ele tampouco serve de refúgio divino".
É com esse alerta que o inglês Paul Hoffman começa A Mão Esquerda de Deus, um livro sombrio e cheio de mistério. Estréia do autor no romance aventura, a obra vem sendo divulgada no exterior como um "novo Harry Potter", muito embora o autor não recorra a elementos sobrenaturais nem raças não-humanas em sua narrativa.
O cenário da trama é desolador. Habitado por meninos que foram levados para lá muito novos e geralmente contra a sua vontade, o Santuário dos Redentores é uma mistura de prisão, monastério e campo de treinamento militar. Lá, esses milhares de garotos são submetidos a uma sádica preparação para lutar contra hereges que vivem nas redondezas. A intenção dos Lordes Opressores, os monges que protegem o lugar, é fortalecer os internos tanto física quanto emocionalmente, preparando-os para uma monstruosa guerra entre o bem e o mal.



Resenha
Thomas Cale é apenas um garoto de 14 anos que vive em um santuário. Foi levado para lá quando tinha apenas 5 anos, assim como mais 10 mil meninos. Os redentores ensinavam esses meninos à louvar e obedecer O Redentor Enforcado. Enquanto os redentores comiam do bom e do melhor, os garotos comiam sobras nojentas e pedaços de pés de defuntos. Cale era uma garoto frio, não conversava com ninguém e não dava atenção à ninguém, vivia seus dias fechado em sua própria concha. Até que um dia, Henri Embromador e Kleist vieram até ele e disseram que encontraram uma porta desconhecida, e aí que tudo começa.

Os garotos vão até essa porta e acabam ficando presos, descobrem a verdade por trás dos redentores. E isso inclui mulheres no santuário. Mulheres eram consideradas criações do demônio, o maior pecado possível. E aqueles meninos, que nunca antes viram mulheres na vida, ficaram admirados ao vê-las, mesmo que de longe.

Um dia, Cale vê um redentor dissecando duas garotas, uma cena horrível. Ele mata o redentor em menos de 3 segundos, e aí vem a regra dos três segundos:
Você não deve dar tempo ao inimigo para te matar ou prever seus movimentos. Três segundos já são suficientes para acabar com o problema.
Depois de matá-lo, é óbvio que ele precisava fugir. Levou Riba, uma das garotas que ia ser dissecada, e levou também Henri Embromador e Kleist. Eles conseguem, com muito esforço, fugir do santuário. E chegam até Memphis. Uma cidade cheia de comerciantes e enorme. Conhecem os Materazzi, e Cale conhece Arbell, por quem se apaixona. É óbvio que os redentores foram atrás dos fugitivos, mas o foco foi sempre trazer Cale sem NENHUM arranhão. E você fica se perguntando o porquê de ele ser tão especial para os redentores. Algumas pessoas perguntam para Cale onde foi que ele aprendeu à lutar daquele jeito, e ele conta que foi no santuário, e que os redentores tinham uma espécie de exército, o que resulta no final do livro em uma guerra dos redentores contra os Materazzi.

✖ Avaliação da escrita: Gostei bastante da escrita do autor, bem detalhada em relação aos movimentos dos personagens. Vi alguns erros de revisão, mas isso é culpa do tradutor e do revisor. Sendo assim, sem problemas com  a escrita, é bem sossegada.

✖ Avaliação do enredo: É algo que ninguém viu antes, de fato. Crianças viverem trancafiadas em um lugar e sofrerem lavagem cerebral eu já vi antes, mas nunca com algo obscuro por trás. Ótima estória, ótimo enredo.

✖ Avaliação da capa: Eu amei essa capa! É o único livro roxo nas nossas prateleiras. É bonita e sombria assim como protagonista. É perfeita!

✖ Sobre o protagonista: Thomas Cale é um garoto frio. Tão frio que chega a ser até um ponto negativo no livro, porque ele se mostra muito coração de pedra e se orgulha de ser assim, e normalmente as pessoas não agem desse jeito em relação a sua personalidade. Em falar em orgulho, ele é um garoto orgulhoso demais. Ele diz que é o melhor lutando e se gabando de suas habilidades desnecessariamente.


✖ O que me levou a avaliá-lo como excelente?
Tudo. Adorei o protagonista, adorei o enredo e o mundo que o autor criou. Vou ler a trilogia até o final!

✖ Considerações finais: 
Nesse primeiro livro ainda ficamos com algumas dúvidas. E só temos esclarecido o porquê de ele ser a mão esquerda de Deus no fim. Já tenho o segundo livro em mãos, e espero lê-lo assim que completar minhas metas de leitura para as férias

E você, já leu este livro? Ficou com vontade de ler? Comenta aí!


/Beijocas da Saroca

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

6 comentários

Write comentários
Tici Faria
AUTHOR
19 de dezembro de 2014 16:29 delete

Coooomo assim eles comiam pedaços de pé de defunto? Gente, chocada! Mas confesso que já estou tentada a ler esse livro há muito tempo, pelos comentários positivos que ela recebe! Adorei sua resenha, a forma como vc foi dividindo os critérios para avaliar o livro! E já estou seguindo o seu blog! Muito sucesso!
Beijos!

www.bibliophiliarium.com

Reply
avatar
Shien
AUTHOR
19 de dezembro de 2014 16:57 delete

Nossa, eu pensei que o livro fosse chatinho, mas com essa resenha mudei de ideia DSKASLKDLÇAS A minha amiga leu o livro, então espero que ela me empreste o/
E gente, essa capa é muito perfeita! Eu leria o livro só pela capa, sem brincadeira e-e
Ah, claro, o enredo do livro é bem diferente do que eu já vi por aí. Acho que é por isso que me "afastei" um pouco do livro.

Beijos, Sara ^^
http://mistleto-e.blogspot.com/

Reply
avatar
Pâm Possani
AUTHOR
19 de dezembro de 2014 17:07 delete

Olha, uma colega minha comprou na bienal de 2012, e parecia ser interessante
mas eu nao tinha lido nenhuma resenha nem visto nada
deve ser um livro tão sombrio quanto a capa dele hein? o.o
alias, adorei conhecer seu blog :)
obrigada!
Um beijo!
Pâm - www.interruptedreamer.com

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
20 de dezembro de 2014 07:23 delete

Sim, eles comiam restos horríveis D: SHUHASUHUAS Obrigada!

Beijos!

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
20 de dezembro de 2014 07:24 delete

Tomara que ela empreste! Acho a capa linda, mas a do terceiro livro é a mais linda! Eu tbm leria só pela capa e.e USHAHUASHUAS

Beijos!

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
20 de dezembro de 2014 07:25 delete

É muito sombrio e cheio de mistérios! kkk Obrigada!

Beijos

Reply
avatar

"Comento, logo existo."