Resenha - A culpa é das estrelas

segunda-feira, agosto 04, 2014 12 Comentários A+ a-


Título: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green (João Verde)
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 288
No Skoob: Clique Aqui
Comprar: Clique Aqui (R$ 17,70)

Sinopse:
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.


Resenha
Confesso que quando comecei essa leitura, eu disse a mim mesma: "Irei ler este livro apenas para dizer que não é bom". E sabe de uma coisa? Não dá para dizer que ele não é bom! Primeiro, é um romance. E tudo o que envolva amor, todo mundo naturalmente gosta. Então, John Green misturou romance e doença, ambição pela vida. Esse livro me lembrou bastante um dorama que vi uma vez, que se chama Ichi Rittoru no Namida (1 Litro de Lágrimas), e a protagonista diz:

"Você diz que é natural os animais morrerem. E todos eles já sabem desde que nasceram quando é que vão morrer, e que apenas os seres humanos cobiçam viver mais do que deveriam. Será que isso é mesmo um erro?"

E esse é um assunto discutível. Porque A culpa é das estrelas relata muito a cobiça pela vida, por mais que indiretamente, e que os personagens sempre brinquem com esse fato inevitável.

Mas, falando do livro. A Hazel Grace narra o livro. Ela têm câncer nos pulmões e às vezes frequenta um Grupo de Apoio. E é lá mesmo que ela conhece Augustus Water, o amor da sua vida. Hazel é apaixonada pelo livro "Uma aflição imperial" e vive na dúvida do que acontece com a história do livro, já que nunca teve um final esclarecido. Augustus consegue contato com Van Houten, o autor do livro. Então esse autor convida os dois a virem à Amsterdã para que ele esclarecesse suas dúvidas. Com isso, os dois vivem um sonho de amor, por mais que com algumas decepções.

Esse livro eu também li no Wattpad, por isso não trouxe imagens. E ainda não vi o filme, mas farei isso o mais rápido possível!

✖ Avaliação da Escrita: A escrita não me agradou muito... É claro que, adolescentes falam de um jeito mais desleixado e, por isso mesmo que a escrita não é tão boa, uma vez que é narrada por Hazel Grace. Mas, deixando isso de lado, nos e-mails de Van Houten à Hazel e Gus, a escrita é impecável já que é ou ele ou a agente dele que escreve e não os adolescentes. Por mais que Hazel se esforce para responder os e-mails de forma muito formal, com isso creio que a escrita do autor não seja ruim, só nesse livro que esteja diferente.

✖ Avaliação do Enredo: Eu achei o enredo muito original. Nunca vi na literatura personagens com câncer e que ambos se amassem antes de A Culpa é das Estrelas. Achei bem original, mas infelizmente vêm inspirando muitos outros livros hoje em dia...

✖ O que me levou a avaliá-lo como excelente?
Apesar da escrita, e da palavra "tipo" quase que o tempo todo, eu gostei bastante do livro. Como eu disse, não esperava nada demais desse livro, muito menos gostar dele. Disse que leria apenas para dizer que é ruim. Mas já disse que gostei. É um conteúdo original, personagens com personalidades originais e uma trama também original. Eu não pretendia gostar do livro, mas ele particularmente me agradou e, deve ter agradado "particularmente" muita gente, já que o livro faz tanto sucesso.

✖ Considerações finais:
Eu recomendo a leitura desse livro. Se você também acha que ele é modinha e que provavelmente é ruim, leia antes de criticar porque eu também pensava assim e contornei minha ideia totalmente. Por mais que livros se tornem modismo, tais como esse, Divergente, Jogos Vorazes, Harry Potter, etc, eles não perdem a qualidade só porque todo mundo está comprando. Nenhum autor imagina que seu livro vá se tornar um completo sucesso e começar a ser vendido pelo mundo todo, por isso não desvalorize leituras conhecidas. Leia-as também e tire suas próprias conclusões!

E você? Já leu esse livro? Gostou dele? Acha que ele é puro modismo? Qual a sua opinião sobre "modismo literário"? Comenta aí!

Sara Muniz, dona do blog Interesses Sutis, sou apaixonada por ler, escrever e criar. Adoro música erudita, rock, pop, música francesa e de vez em quando até uma musiquinha indiana para dar uma animada! Preciso ver artes plásticas para me inspirar a escrever. Meus autores preferidos são Patrick Rothfuss, J.R.R. Tolkien, Brandon Sanderson, Jostein Gaarder e Khaled Hosseini (nessa ordem). Amo cantar e desenhar - mesmo fazendo ambas as coisas mal -, sou fissurada por cachorros e todos são "bebês fofinhos" para mim. Às vezes, eu acho o mundo lindo, outras vezes eu acho que a colisão de um meteóro com a Terra seria a salvação. Saiba mais sobre mim na página "About"!

12 comentários

Write comentários
Nayana
AUTHOR
4 de agosto de 2014 19:01 delete

Olha... eu, de uns tempos pra cá, percebi que romance é algo que realmente não me agrada. Gosto quando não se trata do ponto principal do livro ou quando é algo extremamente interessante, que foi o caso de As Peças Infernais pra mim. Mas, ultimamente, se começo um livro e vejo a coisinha do romance ali, nossa... já me dá um desânimo tão grande :/
Já assistiu o livro Uma Prova de Amor? Envolve 2 pessoas com câncer que se amam e tal...
Ainda não li esse livro e não pretendo, por não gostar de romances e menos ainda de livros que envolvem doença pq simplesmente não sei lidar rs Mas sei que muita gente gosta e se surpreende quando lê. John Green não está na minha lista de espera com nenhum de seus livros, infelizmente.

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
5 de agosto de 2014 15:29 delete

HSHAUHAUH se vc n gosta de romance, imagine um romance em que as duas pessoas tem praticamente a mesma doença... Tenho quase certeza de q vc n vai gostar do meu livro D: Mas blz sahuuas

Reply
avatar
5 de agosto de 2014 15:31 delete

Já li o livro, curti, mas não é tudo aquilo que falam. Uma dica se quer continuar gostando do Green não leia O Teorema Katherine, é uma bosta, :D

seu titio Carlos Batatafrita.
http://estantesuja.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Jéssica
AUTHOR
5 de agosto de 2014 16:07 delete

Ainda não li o livro, mas pelo que vi da sua resenha ele deve ser muito bom, eu sou uma das pessoas que acha que ele é modinha e mesmo que ele seja bom ele virou modinha. O livro pode até ser original, mas não é o primeiro a escrever sobre uma pessoa com uma doença grave ou com câncer mesmo que luta pela sua vida...

Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"
Participe do Top Comentarista de Agosto

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
6 de agosto de 2014 09:44 delete

Mas eu quero ler esse livro! ;----; to com medo agora auhasuhasuh

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
6 de agosto de 2014 09:44 delete

Uhum, eu também tinha pensamentos negativos quanto a ele e o seu enredo melodramático, mas eu gostei... D:

Reply
avatar
7 de agosto de 2014 10:50 delete

Parece muito bom, várias pessoas estão fazendo resenha sobre ele né? Quero ler também *u*
The Insane Girl ヘ( ̄ω ̄ヘ)

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
7 de agosto de 2014 16:52 delete

Faz tempo já! Eu estou é atrasadinha! suhshsau

Reply
avatar
Isac Moura
AUTHOR
10 de agosto de 2014 08:21 delete

Ainda não li o livro, mas fiz a encomenda, chegará no dia 18 deste mês. Creio que o modismo literário é algo bom, imagine um mundo de leitores, cheio de cultura e de pessoas que gostam da mesma coisa que você gosta. Não tenho tantas pessoas com quem conversar sobre livros e acho que seria bom existirem mais leitores para podermos compartilhar nossas opiniões.

Teens in Wonderland

Reply
avatar
29 de setembro de 2014 07:12 delete

Oie flor. Já li esse livro sim e tipo se eu fosse começar a falar o que acho dele não iria parar hoje, então vou deixar o link da resenha que fiz no meu blog e lá tem minha opinião sobre o mesmo.

http://mlivrosmmundo.blogspot.com.br/2014/09/a-culpa-e-das-estrelas.html

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
29 de setembro de 2014 07:15 delete

Realmente é difícil achar pessoas com quem conversar sobre livros. E normalmente quando você acha, você pode ter a certeza de que a pessoa já leu tal livro famoso porque TODO MUNDO LEU. Agora, se você perguntar de outro livro é capaz que ela não conheça. Eu tenho sorte de ter uma amiga que lê, mas a gente conversa mais sobre esses livros famosos e fala sobre a fama deles do que dos outros livros que lemos, porque não são tão conhecidos e lidos por todos. É complicado, mas às vezes é bom que exista o modismo literário.

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
29 de setembro de 2014 07:18 delete

Gostei da sua resenha!

Reply
avatar

"Comento, logo existo."